22.2.15

10 anos na rede



No dia 22 de fevereiro de 2005, nascia o grupo de discussão Blogs, Internet e Web na educação, uma lista de discussão no Yahoo, que pode ser acessada aqui.
O grupo foi criado para sanar dúvidas de 6 professoras que participavam de um chat no Educarede e que tinham muitas dúvidas sobre a criação de blogs educacionais.Como já era blogueira, naquela época, em um outro blog, ao participar do chat que tinha hora marcada para terminar, me ofereci para criar um espaço no qual aquelas professoras pudessem trocar experiências.

O grupo foi crescendo, vários professores foram chegando e compartilhando informações. Isso aconteceu,principalmente, depois que a Ana Laura Gomes criou um selo que passou a identificar a nossa presença na Web. Esse aqui, que você já deve ter visto por aí:
                                                    

Durante esses 10 anos aconteceram muitas coisas legais e não legais também.

Coisa não legais:
Já aconteceu muita discussão complicada.Algumas pessoas já saíram do grupo batendo a porta (rsss...) por não concordarem com algumas posições de colegas ou da moderadora.Mas, logo em seguida chegava mais gente!

Coisas legais:
Tivemos amigo oculto em finais de ano, durante uns 6 anos e como precisava organizar as entregas dos presentes, via sedex, o Franz me apelidou de síndica, rssss... pelo qual me chama até hoje!!

Fizemos o 1º Congresso de Tecnologias na Educação, totalmente on-line, em 2008. E foi uma experiência fantástica, pois tivemos educadores de várias partes do Brasil e do mundo.
Interessante é que muitas pessoas não sabiam como participar, já que não havia espaço físico e, por isso, tivemos que criar um blog explicativo, aqui. Claro, não havia a explosão das redes sociais e os professores ainda engatinhavam no uso da Web. 
A partir desse Congresso foi criada a Revista Tecnologias na Educação, que já está no 11º número, publicando artigos e relatos de professores e educadores do Brasil todo e de Portugal também ( e indexada pela CAPES). Se ainda não conhece, clique aqui.

O compartilhamento de informações era uma constante no grupo.Aprendemos muito. Muitas teses e dissertações foram produzidas a partir de nossas interações.E, como é normal no meio acadêmico, muitos pesquisadores deixaram o grupo ou não compartilham mais informações com os colegas, após o término do trabalho.
E, nos últimos 2 anos, a quantidade de informação no grupo também decaiu, já que muitos educadores preferem compartilhar apenas no facebook. Mas,isso é um movimento comum na Web.O importante é que ainda estamos on-line e, atualmente, somos 1430 educadores.

E o melhor: estamos preparando um trabalho bem legal, para ajudar outros professores a usar as Tics na sala de aula.Até julho, o trabalho será disponibilizado e já está movimentando nosso grupo.

Se você faz parte do nosso grupo, obrigada por toda a aprendizagem durante esses anos!
Se ainda não faz,venha dividir suas aprendizagens sobre Tics, com a gente.

Valeu, colegas!!!

Ah, e esse blog completou 9 anos.Com postagens escassas porque o trabalho não tem dado muito tempo para blogar. Obrigada pela suas visitas durante esse tempo.
Desculpem o textão, mas tinha muita história para contar

14.11.14

Criando livro digital



My Storybook Kids Pencil Logo

Compartilhado pela profª Shelly Terrel, no Twitter, o MyStorybook, permite a criação de histórias digitais infantis,gratuitamente.


Os livros prontos são disponibilizados em uma biblioteca, no próprio site.

Além de criar histórias com os alunos, dá para criar uma história e depois trabalhar com os alunos em atividades do tipo teste cloze (para saber mais sobre isso leia esse artigo).

Dei uma conferida,ontem, mas não tive tempo de terminar minha história.Assim que tiver um tempo, termino e divulgo aqui,ok?

Criem e depois compartilhem, aí nos comentários.

Para acessar o site clique: My StoryBook    

30.9.14

Orkontro

O Orkut termina hoje.Lembra das comunidades,das discussões legais sobre literatura, língua portuguesa, blogs( que estavam começando...).Tinha até uma comunidade sobre Emília Ferreiro. E vários encontros de orkuteiros aconteciam pelo país.

Como não poderemos mais acessar o Orkut,( leia aqui), as comunidades serão transformadas em um acervo digital, que ainda não tem o link.

Lembrando os encontros do Orkut, a Turma da Mônica disponibilizou uma história antiga, que fala dos encontros, com a turminha toda participando.

Leia aqui,com seus alunos, que não devem saber o que um ORKONTRO.


18.8.14

Poesia na caixa de Correio


Foto: Ontem chegamos a 2 mil curtidas na página *-* E agradecemos a cada um que participa, apoia e acredita no projeto <3 E para demonstrar um pouquinho desse carinho com quem também acredita na poesia e presentear quem participa do projeto, vai rolar um sorteio comemorativo em breve, com livros, zines e alguns outros mimos poéticos *-* Fiquem atentos à página ;)E, novamente, muito obrigada a cada um que acreditou e acredita na poesia <3 #foiocarteiro #poesia


Foi o Carteiro é um projeto criado por duas alunas da UFJF, que tem como objetivo deixar poesia nas caixas de correio, de pessoas desconhecidas e conhecidas também.

As meninas criaram uma página no Facebook e o projeto é o maior sucesso.

Leia a reportagem aqui. E conheça a página no Facebook

Uma inciativa muito bacana que poderia ser replicada, nas aulas de português/literatura e que envolveria toda a comunidade próxima à escola.

Afinal, é muito legal encontrar alguma coisa além de contas na caixa de correio, não é?



13.8.14

Revista Histórica

A Revista Souza Cruz circulou no Brasil entre os anos de 1916 e 1935 e apresentava temas variados.O acervo foi digitalizado e está disponível on-line, para quem quiser conhecer e ler.
Há seções  de literatura, crônicas, mulher,poesia (inclusive de Cecília Meireles), galeria de imagens e publicidade
O vídeo mostra um pouco do trabalho:


Leia esse recorte da seção mulheres, no qual se discute o direito das mulheres.Observe a grafia.Não seria interessante os alunos conhecerem como era a escrita nessa época?


Na seção de publicidade, além da ortografia, encontramos os preços do produtos, de forma bem diferente do que temos atualmente.Alguém  aí sabe como é que se lia 14$000?


Não sabe ler o valor da tintura de cabelo? Aproveite para conhecer a história do dinheiro brasileiro, publicada pelo Banco Central.Clique aqui.
E acesse a Revista  Souza Cruz, aqui
Esse material é um recurso legal para um projeto interdisciplinar, não acha?
Related Posts with Thumbnails