21.8.07

Folclore III

Você já fez simpatias? Acredita nelas? Algumas até que dão bem certinho, né?
Mas, já reparou que elas fazem parte da literatura oral, do folcore?
Quando alguém te aconselha a fazer uma simpatia, nunca escreve, mas te conta como faz.
Por exemplo: prá nenezinho que acabou de nascer ter muita sorte e não ter tiriça,aquela doença que faz o bebezinho ficar todo amarelo, é só usar um sapatinho de lã vermelha. Mas, tem que ser o primeiro sapato. Esta eu aprendi com minha mãe e deu certo com meu filhote,rsrsrsrsr.

Uma vez pedi a meus alunos que pesquisassem as simpatias que as famílias usavam para curar doenças. Apareceram muuuitas.Deu até pra fazer um livrinho e uma exposição na escola.

E, foi nesta época, que descobri o Livro das Simpatias,da Editora RHJ, que é delicioso.O autor brinca de forma poética e divertida com as simpatias.
Você encontra informações sobre o autor, Antônio Barreto,neste site
E , na editora, há mais informações.

Pesquisar as simpatias que seus alunos e familiares conhecem, registrá-las em forma de receitas: ingredientes, modo de fazer e resultados, é um atividade que une a tradição oral, o folcore, e a escrita de textos instrucionais. Os depoimentos sobre o uso e eficácia das simpatias, pode render um bom livro da turma, que é claro deve ficar disponível na biblioteca da escola.

Continua no próximo post.

Related Posts with Thumbnails